Educação capacita merendeiras no interior

Publicado em 13 de Abril de 2018

Capacitação acontece em todos os municípios do Acre.
Foto: Mardilson Gomes

O governo do Acre, por meio da Secretaria de Educação e Esporte (SEE) capacita as merendeiras no interior. As capacitações acontecem em todos os vinte e um municípios acreanos e, em Sena Madureira, a formação foi realizada no campus da Universidade Federal do Acre (Ufac).

Ao todo, profissionais de vinte e duas escolas (urbanas e rurais), entre gestores, coordenadores de ensino e merendeiras, participaram da capacitação, que é realizada dentro do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Um dos objetivos é melhorar a qualidade da merenda oferecida aos estudantes.

As merendeiras, embora já tenham experiência com o manejo de alimentos, aprendem noções de como manter a merenda saudável aos estudantes, a partir de práticas que estejam de acordo com as normas sanitárias e respeito ao meio ambiente. As hortas nas escolas também são incentivadas pelo PNAE.

As formações são realizadas por nutricionistas da própria SEE que, ensinam as profissionais quais são as funções e as atribuições das merendeiras dentro ambiente escolar.

Suzeni aproveitou para se qualificar ainda mais.
Foto: Mardilson Gomes.

Suzeni de Barros Santana trabalha há seis anos na Escola Dom Júlio Mattioli e considera fundamental a capacitação oferecida pela SEE. “A gente se qualifica a aprende coisas que não sabia até então. Eu já fiz outros cursos, mas esse está sendo muito proveitoso”, disse.

Quem também aproveitou para aprender um pouco mais foi Susley da Silva, que trabalha há 16 anos como merendeira, 8 dos quais no Instituto Santa Juliana. “Aqui estamos tendo dicas importantes, como manusear os alimentos, que vamos utilizar em nosso dia-a-dia”, ressaltou.

Miciley do Amaral vai usar o que aprendeu na escola.
Foto: Mardilson Gomes

Da zona rural veio Miciley do Amaral, que trabalha há dois anos na Escola Charles Santos, localizada no km 7 da estrada Xiburema. “Estamos tendo uma excelente oportunidade de aprender mais e ficar sabendo sobre o manuseio dos alimentos. Com certeza, essas dicas vamos utilizar na escola”, afirmou.

 

 



COMENTÁRIOS: