Educação inicia formação sobre base curricular do ensino fundamental

Publicado em 17 de junho de 2019

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio da Diretoria de Ensino, iniciou as formações em torno da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino fundamental. Em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), está promovendo um seminário sobre o currículo único para as redes de ensino estadual e municipais.

A I Formação Continuada Geral sobre o Currículo de Referência Único do Fundamental I e II acontece na Universidade Federal do Acre (Ufac) e se estende até quarta-feira, 19, com a participação de assessores pedagógicos da SEE, secretários municipais de Educação, além de representantes das equipes dos núcleos do interior do estado.

Profissionais da Educação começam a discutir o currículo único no ensino fundamental.
Foto: Mardilson Gomes

Entre os objetivos do encontro está a retomada das discussões em torno dos princípios gerais propostos pela BNCC, compreender os fundamentos pedagógicos, analisar as 10 competências gerais para a Educação básica, refletir a aplicabilidade das competência socioemocionais e compreender a importância das metodologias ativas no processo de ensino.

Trata-se da primeira ação voltada para a implementação do novo currículo do ensino fundamental em consonância com a BNCC e ao todo participam 158 profissionais, sendo 50 ligados à rede estadual, 35 da rede municipal de Rio Branco e outros 73 participantes das 21 redes municipais do interior do estado.

Para o secretário estadual de Educação, professor Mauro Sérgio Ferreira da Cruz, que participou da abertura dos trabalhos, as redes estadual e municipais não podem mais seguir com suas políticas em separado. “Temos que ter uma motivação maior em caminhar juntos”, afirmou.

Secretário Mauro Cruz destacou importância do currículo único nas redes de ensino.
Foto: Cedida

Isso porque, na sua avaliação, a Educação é a razão de todo o trabalho que vem sendo realizado. “A gente não pode mais ter o Estado percorrendo uma trilha e os municípios outras trilhas, senão, lá na frente, teremos os resultados que hoje estamos colhendo e não podemos mais pensar de modo diferenciado no que diz respeito a esses resultados”, completou.

“A nossa política é a educação, por isso nossa proposta é pelo currículo único, que é a base, é o que queremos, é a alma do negócio, que faz com que o nosso aluno aprenda aquilo que é fundamental, então é nisso que precisamos trabalhar, para que essas dicotomias possam ser superadas”, disse.

 



COMENTÁRIOS: