Educação participa de encontro da Undime

Publicado em 4 de junho de 2019

O secretário de Educação, Cultura e Esportes (SEE), Mauro Sérgio Ferreira da Cruz participou na noite desta segunda-feira, 03, no auditório do Hotel do Sesc, em Cruzeiro do Sul, da abertura oficial do XVI Fórum Estadual da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME).

Secretário Mauro Sérgio Cruz destacou importância do regime de colaboração.
Foto: Mardilson Gomes

Este ano, o tema do encontro está sendo “Regime de Colaboração – Novos Caminhos e Novas Perspectivas na Educação do Acre” e contou com a participação de representantes dos vinte e dois municípios acreanos, além do presidente interino da entidade, Moisés Diniz, que é secretário municipal de Educação em Rio Branco.

Além do regime de colaboração, diversos outros temas também estão sendo tratados no encontro, como um encontro com a bancada federal acreana a fim de discutir a Educação nas condições da Amazônia, além do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), cujo termina em 2020.

Representantes dos 22 municípios acreanos participaram do encontro.
Foto: Mardilson Gomes.

Para o secretário Mauro Cruz, o encontro realizado pela Undime é fundamental porque a partir dele é possível pensar em uma política capaz de superar os desafios da Educação, entre ele a melhoria dos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) em todos os municípios.

“Precisamos pensar em uma política ampla para todo o Estado na medida em que ter educação de qualidade é uma bandeira de todos nós que somos educadores em nosso presença enquanto Estado é fundamental para levar esperança às comunidades mais distantes”, afirmou.

Quanto ao regime de colaboração, o secretário faz questão de dizer que é algo que realmente vem acontecendo dentro da SEE enquanto uma política do governador Gladson Cameli. “Queremos alargar esse compromisso com os municípios para que a gente possa colocar em prática o projeto de melhorar a qualidade de ensino em nosso Estado”, completou.

Climatização das escolas, dificuldades no transporte de alunos em comunidades distantes e isoladas e currículo também estão sendo temas a serem tratados durante o encontro. Como frisou o próprio presidente interino da Undime “quando se tem lugares onde se compra gasolina a 4 reais, no Jordão a gente compra a 9 reais o litro para levar merenda à zona rural e levar o professor com o mesmo recurso do Fundeb”.



COMENTÁRIOS: