Governador determina convocação de aprovados em processos seletivos da Educação por ordem de classificação

Publicado em 1 de março de 2019

Wesley Moraes, Agencia de Notícias

Chefe da Casa Civil, José Ribamar Trindade representando o governador Gladson Cameli (ao centro, à esquerda) com sindicalistas da Educação, advogados e o secretário de Educação, Mauro Sérgio da Cruz, nesta sexta-feira, 1º; na pauta, a questão dos professores provisórios já resolvida (Foto: Diego Gurgel/Secom)

 

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, determinou o chamamento, por ordem de classificação, de 3 mil professores provisórios que participaram de processos seletivos da Secretaria de Estado de Educação. Segundo o gestor, a convocação ocorre na próxima semana.

“O meu compromisso é lutar para garantir que a nossa juventude tenha uma educação de qualidade e quero aqui tranquilizar os professores provisórios quanto a contratação. Vamos chamar todos por ordem de classificação até a sexta-feira que vem. Minha gestão não cometerá nenhuma injustiça contra esses valorosos profissionais que não medem esforços para levar ensino de qualidade para todos os estudantes”, enfatizou Cameli.

Um ato, em frente a Casa Civil, foi realizado por professores aprovados no certame nesta sexta-feira, 1. De acordo com o secretário de Estado de Educação, Mauro Sérgio Cruz, uma regra imposta pela administração anterior nos três editais dos processos seletivos motivou a insatisfação dos profissionais provisórios.

“Esse descontentamento aconteceu porque foi inserido dentro do edital publicado pela gestão passada, no dia 30 de dezembro de 2018, um dispositivo que diz que para trabalhar como professor na Rede Pública, o professor não pode ter tido a experiência do quadro de docentes da secretaria de Educação durante 24 meses e, então, a maioria dos professores provisórios que já trabalhava há 20 anos ficaria de fora”, explicou.

De acordo o com secretário Mauro Sérgio, por conta deste impasse, o início das aulas precisou ser alterado para o dia 18 de março. Mesmo com a mudança, o gestor garantiu que o ano letivo não sofrerá nenhum tipo de prejuízo.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac), Rosana Nascimento, elogiou a postura firme do governador Gladson Cameli em determinar a convocação dos aprovados por ordem de classificação.

“Agradecemos ao governador Gladson Cameli pela sensibilidade de ouvir os argumentos dos sindicatos e determinar que as contratações sejam por ordem de classificação. Com isso, ele está reconhecendo o grande trabalho que os professores provisórios, ao longo desses anos, vêm prestando a Educação’’, afirmou.



COMENTÁRIOS: