Matrículas para a Educação de Jovens e Adultos continuam abertas

Publicado em 5 de Março de 2018

Estão abertas as matriculas para a Educação de Jovens e Adultos o (EJA) em todo o estado.  Os interessados precisam se dirigir às escolas que oferecem a modalidade para pleitear a vaga. Todas as escolas que ofertam essa modalidade continuarão efetuando matrículas até o dia 16 deste mês.

Apenas o Centro de Educação de Jovens e Adultos o (CEJA) não dispõe mais  de vagas, pois está com sua capacidade 100% preenchida.

Nas escolas e comunidades rurais que têm um calendário diferenciado da zona urbana, as matrículas se estendem por todo o mês de março. Esse prazo é para todos os municípios.

Procedimentos 

Para efetuar matrícula, o aluno deverá apresentar histórico escolar, cópia do RG ou certidão de nascimento ou certidão de casamento e comprovante de endereço.

Podem estudar por essa modalidade de ensino, pessoas a partir dos 15 anos de idade, que não fizeram ou não concluíram o ensino fundamental ou médio, ou estejam em distorção idade-série.

De acordo com Fernanda Nóbrega, coordenadora do programa na Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), o EJA é uma oportunidade que as pessoas têm para retomar ou iniciar os estudos.

“É um programa que garante a continuidade dos estudos. Por exemplo, os estudantes que concluem as primeiras etapas do Programa Quero Ler continuam a sua formação básica na EJA”, explica.

Ela destaca ainda que essa continuidade permitirá a todos os estudantes o aperfeiçoamento de suas habilidades leitoras e escritoras, bem como a possibilidade de ingresso no ensino fundamental II e médio.

EJA

O EJA é destinado à alfabetização de alunos que por alguma razão não tiveram a oportunidade de concluir a educação básica na idade certa. E de 1999 a 2017 mais de 500 mil alunos já foram atendidos em todo o Estado.

Para 2018 a meta é ampliar em 10% a matrícula dessa modalidade de ensino em relação ao atendimento realizado no ano de 2017, que foi superior a 30 mil alunos.

Novos espaços em Rio Branco

Para atender às demandas da EJA, do Programa Especial de Ensino Médio (PEEM) e do Poronga na capital, no período diurno, a SEE iniciou o atendimento vespertino em algumas escolas.

A Áurea Pires é uma delas. O órgão atenderá alunos da Baixada. Já a Escola Iracema Gomes, no Jequitibá, atenderá alunos da região do Calafate e arredores.

Outra escola que reabriu matrículas este ano para a EJA foi a Lourival Sombra. O estabelecimento público de ensino, localizado no Tangará, é uma oportunidade para moradores do bairro e entorno.

O PEEM e Poronga

Além disso, a Escola Marina Vicente, no bairro Boa União, atenderá novamente alunos do ensino fundamental no período da noite. A instituição também está com vagas para o PEEM.

O PEEM é outro programa da SEE voltado para as pessoas que estão em distorção idade-série. Ou seja, para aquelas que ainda estão fora da escola e se encontram com idade entre 16 anos e meio e 18 anos.

O Poronga é para os que estão com idade entre 15 e 16 anos.



COMENTÁRIOS: