Secretaria de Estado de Educação e Esporte

ensino

 

superior

Ensino Superior

A educação do Acre, há 15 anos, era considerada, pelos indicadores das avaliações do MEC/INEP, como uma das mais frágeis do país. Apresentava limitações na estrutura física das escolas, na gestão e nas condições de funcionamento de todo o sistema.

Ao tempo em que essa era a realidade da educação no Acre, em âmbito nacional e internacional, a qualidade da educação era pauta do MEC e de organismos internacionais voltados para o desenvolvimento, como a UNESCO e a OCDE. Esse cenário impunha, de certa forma, para o Acre, a necessidade de providências objetivas, sob pena de se ampliar ainda mais a distância entre estados que apresentavam um quadro de melhorias crescentes nos indicadores educacionais e aqueles, como o Acre, que precisavam ainda fazer um grande esforço para superar problemas históricos.

Entre as fragilidades da educação no Acre, uma das que mais chamava a atenção era a formação dos professores, já que somente 27% deles possuíam nível superior.

O desafio estava posto e exigia, por parte da administração que naquele momento assumia o governo, a definição clara de prioridades, em um Projeto de Estado e não somente de um governo. Nessa esteira, o Governo do Estado firmou parceria com a Universidade Federal do Acre – UFAC, para o desenvolvimento de um programa amplo de formação dos docentes, tanto da rede estadual quanto das redes municipais de ensino. Assim, de 2000 a 2010 foram celebrados 6 convênios para 6 programas distintos de ofertas de cursos: O Proformação, o Pro saber 1, o Pro saber 2, o Programa de Licenciaturas para os Municípios Isolados ou de Difícil Acesso, o Profir (destinado aos professores da Zona Rural) e o ProEco (Economia). Nesses programas foram ofertadas mais de 9000 vagas, nos cursos de Biologia, Educação Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia e Economia, fazendo com que o estado saísse da incômoda marca de menos de 1/3 de todos os professores com nível superior para atingir a marca de 60,16%, considerando os profissionais de todas as redes (estadual e municipais) e 94% considerando somente os professores da rede estadual de ensino.

A realidade do Acre, no entanto, por suas características geográficas e isolamento de vários dos seus municípios, estava a exigir uma formação que fosse além do formato presencial e que respondesse às reais necessidades do sistema, sem abdicar da qualidade. Em atenção a essa realidade o Governo do Acre, através da Secretaria de Educação, aderiu ao Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB, que fora instituído pelo MEC em 2006, através do Decreto no 5.800/2006, com a finalidade de expandir e interiorizar a oferta de cursos e programas de educação superior no país.

O Sistema UAB é integrado por universidades públicas que oferecem cursos de nível superior para profissionais da educação e comunidade, na modalidade de Educação a Distância.

Através do Sistema UAB, o estado tem firmado parcerias com diversas Universidades Públicas do país e, ofertou de 2007 a 2011 mais de 1500 vagas em cursos de nível superior como Pedagogia, Administração, Artes Visuais, Teatro e Música, além de diversos cursos de pós-graduação e aperfeiçoamento. A adesão do Estado do Acre ao sistema UAB, com a modalidade de Educação à Distância, traduz o esforço do Governo do Acre que, em conjunto com as IES parceiras, tem alcançado os municípios isolados os quais, de outra forma, não seriam contemplados com oferta de curso superior.

No período de 2000 a 2011 o Governo Acre, em parceria com diversas IES, formou cerca de 9600 professores, atendendo todos os municípios do Estado.

PLANO ESTADUAL DE FORMAÇÃO DOCENTE - 2013 a 2017

Em 2013, a edição do Plano Estadual de Formação Docente prevê, em essência, três possibilidades de oferta de vagas, todas já em andamento, que são:

A primeira, através da celebração de convênios que prevêem a transferência de recursos do Governo do Estado para a UFAC, para oferta de 400 vagas no curso de Licenciatura em Matemática distribuídas em turmas localizadas em 4 pólos regionais: Brasiléia, Cruzeiro do Sul, Rio Branco e Tarauacá. 

A segunda, por intermédio da adesão do Estado do Acre e da Universidade Federal do Acre ao Plano Nacional de Formação Docente – PARFOR. O PARFOR subsidia, com recursos financeiros oriundos da CAPES/MEC, a formação de turmas para oferta extraordinária de cursos já ofertados pela Universidade em municípios onde a oferta regular da instituição não se faz presente.

A terceira possibilidade é a ampliação da oferta de vagas por intermédio do Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). Em 2013, com a edição do Plano Estadual de Formação Docente, são seis as instituições públicas de nível superior parceiras do Governo do Acre para oferecimento dos cursos de Graduação em EaD: a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e o Instituto Fiocruz. Nessa modalidade de educação serão 78 turmas de 05 cursos de graduação além de cursos de especialização e aperfeiçoamento.

No âmbito do Plano Estadual de Formação Docente – 2013 a 2017 serão oferecidas 4.240 vagas entre graduações, pós-graduações, aperfeiçoamentos e técnicos, em 115 turmas, que atenderão aos 22 municípios, sendo 37 na modalidade presencial e 78 turmas na modalidade de educação à distância.

Serão ofertadas vagas em 10 diferentes cursos de graduação e 11 cursos distintos de especialização, técnicos e aperfeiçoamentos. A maioria das vagas é destinada a professores das redes municipais e estadual, mas, uma quantidade significativa de vagas também contemplará a comunidade, notadamente os egressos do ensino médio. 

O investimento feito na educação superior, no PDF 2013 – 2017, totaliza maisde sessenta e sete milhões de reais.

Número de Vagas: 4.240

Municípios atendidos: 22

Financiamento: Ministério da Educação (UAB, PARFOR, FNDE) e Governo do Estado do Acre.

Número de turmas: 115

  1.  Modalidade Presencial - 37 turmas
  2. Modalidade em EAD - 78 turmas

Cursos oferecidos:

Graduação:

  1. Especialização/Aperfeiçoamento:
  2. Artes Visuais;
  3. Música;
  4. Teatro;
  5. Letras – Português (Em EaD e presencial);
  6. Pedagogia (Em EaD e presencial);
  7. Administração Pública;
  8. Ciências Biológicas;
  9. Geografia;
  10. Matemática;
  11. Processos Escolares.

Especialização/Aperfeiçoamento:

  1. Desenvolvimento Humano, Educação e Inclusão;
  2. Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça;
  3. Vigilância Sanitária;
  4. Ativadores de Processos de Mudança na Formação Superior de
  5. Profissionais da Saúde;
  6. Planejamento, Implementação e Gestão em Educação a Distância;
  7. Novas Tecnologias no Ensino da Matemática;
  8. Gestão Escolar;
  9. Coordenação Pedagógica;
  10. Infraestrutura Escolar;
  11. Multimeios Didáticos;
  12. Secretaria Escolar.

Público Alvo: Professores em exercício, servidores público e comunidade.

Instituições de Ensino Superior Parceiras:

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC;
  • Universidade Federal do Acre – UFAC;
  • Universidade Federal do Amazonas – UFAM;
  • Universidade Federal Fluminense – UFF;
  • Universidade Federal de Ouro Preto – UFOP
  • Universidade de Brasília – UnB;
  • Fundação Osvaldo Cruz – FIOCRUZ;

Investimento: R$ 67.250.000,00.

 

Contato:

Responsável: Aulenir Araújo Souza
Contato: 3213-6171
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

 

 

Calendário Escolar

loader

Conta