SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE DO ACRE 

notícias

da

educação

Educação e comunidades debatem novos caminhos para o ensino indígena

Indígena

Debater a consolidação da escola e de professores indígenas tem sido um dos grandes temas de um encontro que está sendo realizado esta semana no Centro de Formação da Comissão Pró-Índio (CPI) e que envolve, além da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), também a Comissão Pró-Índio (CPI), a Organização dos Professores Indígenas do Acre (Opiac) e a Unicef.

Pela SEE participam das discussões, com 15 comunidades indígenas do estado, a Coordenação de Ensino Indígena, representada pelo professor Paulo Roberto Nunes e pela Opiac, a professora Francisca Arara.

A professora Francisca Arara, durante um encontro ampliado, que teve a presença do secretário Marco Brandão (SEE) e da representante do Unicef, Eliana Almeida, fez questão de destacar que se tratava de um momento histórico. “Temos que agradecer ao governo do Estado pela abertura diálogo”, disse.

Marco Brandão destacou a importância de recuperar a memória e abrir espaços institucionais para as comunidades indígenas. “O que a gente precisa neste momento é de celeridade, não temos tempo e a perder e a inclusão das comunidades é uma decisão política do nosso governo”, afirmou.

No encontro, ficou acertada a criação de uma comissão para criar um conselho das entidades indígenas, que vai debater e tratar sobre todas as questões das comunidades, como tipificar as escolas e, principalmente, como se dará a formação dos professores.

“O compromisso que estamos assumindo é para consolidar os fundamentos da educação indígena, rever o processo de formação dos professores e definir novos marcos reguladores, além de caminhar rumo ao primeiro concurso para professores indígenas”, destacou o secretário.

Conta