SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE DO ACRE 

notícias

da

educação

Escola Dr. Pimentel Gomes é a primeira a receber o Projeto Literamundo

Kaike de Souza Pinheiro, 9 anos, está no quarto ano do ensino fundamental, para ele a leitura é importante porque quando "nós lemos, aprendemos", diz. Seu amigo, Luiz Fernando Furtado, acha que ler "é importante para a aprendizagem e para o desenvolvimento". Ambos estudam na Escola Dr. Pimentel Gomes, no bairro São Francisco, a primeira a receber o Projeto Literamundo Tecendo Letras.

Para incentivar crianças como Kaike e Luiz, este, que é um trabalho da Secretaria Estadual de Educação, em parceria com a Academia Juvenil Acreana de Letras, ajuda a disseminar a prática da leitura nas escolas do estado, por meio de clubes de literatura.DSC 0999

São “ações voltadas para a formação de leitores e escritores. E também, por meio desses clubes, levar a literatura e demais expressões artísticas às comunidades”, explica o secretário de educação Marco Brandão, idealizador do projeto, que conta também com a ajuda da Fundação Elias Mansour, Fundação Garibaldi Brasil e as Secretarias Municipal e Estadual de Juventude.

A coordenadora do projeto, Ednilza Rocha informa que os trabalhos iniciam na Dr, Pimentel, e estendem-se para as demais escolas do estaduais da capital e futuramente também, as municipais. “O projeto teve um começo e não tem previsão para um fim”, declara.

Para Ednilza “trabalhar as várias artes, seja dança, teatro, música e também a produção de textos é essencial para que os alunos saibam ler, interpretar e escrever bem e também é uma oportunidade para dar outras ferramentas dentro das escolas”.

A gestora da Escola Dr. Raminundo Pimentel, Mariana Quintela, informa que “nesse momento estamos realizando uma oficina dos autores acreanos e nacionais. Selecionamos alguns autores para apresentar as crianças, pesquisar cada autor, para daí nomear o clube da escola com um autor”.

Ainda segundo a diretora, a escola já possuía um clube de literatura, mas o Literamundo trará mais oportunidades. Além das crianças apresentarem as produções aos pais e levarem a sacola de leitura para a casa, “a ideia é também montar um espaço na escola para chamar a comunidade para estar sendo leitor também nesse espaço”, relata.

O envolvimento da comunidade com a escola é também um dos objetivos do projeto. “Buscamos a criação de um movimento que torne os espaços, públicos, levando ao cidadão acreano as diferentes formas de expressão que tenham por base a escrita e a leitura”, completa o secretário Marco Brandão. 

DSC 0944 1

  • Pesar

    21 Set 2017 21:34 - Assessoria SEE

    Nota de Pesar

      A Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), por meio do secret [ ... ]

Conta