SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE DO ACRE 

notícias

da

educação

Secretaria de Educação realiza I Exposição de Artes em Acrelândia

DSC 0250

A Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), por meio do núcleo do município de Acrelândia e em parceria com artistas locais, realizou a I Exposição “Lápis e Tela”, com a participação das escolas estaduais e municipais. Foi realizada no Centro de Educação Profissional (Cedup).

Durante todo o dia, alunos das escolas estaduais Marcílio Pontes e Pedro de Castro, e das municipais, Novo Horizonte e Rita Bocalom, tiveram a oportunidade de acompanhar trabalhos de artistas locais, como o pintor Adenilson Martins Gomes, mais conhecido na cidade como Xaolin Brown, de Neide Mara Lima, da artista Inês de Lazoana e da estudante Layanne Gonçalves.

De acordo com a professora Silwany Alves Faino, é a primeira experiência que está sendo realizada no município no que diz respeito a uma exposição de artes, mas que no ano que vem a expectativa é que mais pessoas da comunidade possam participar. Ao todo, mais de 500 alunos conheceram os trabalhos.

A maioria das obras, em torno de 35, é do artista Xaolin Brown. Outros trabalhos foram desenvolvidos pela professora Neide Lima, que é coordenadora de ensino da escola Santa Lúcia III, em parceria com seus alunos.

A partir d material apresentado na exposição, explica Silwany Alves, muitas outras pessoas se apresentaram para também expor trabalhos artisticos. “Por isso, nossa expectativa é que para o ano que vem a gente consiga fazer um evento ainda maior”, disse.

Talento desde a infância

Adenilson Martins, o Xaolin, nunca havia participado de uma exposição de arte. Mas engana-se quem pensa que ele não tem experiência com as tintas e os pincéis. Começou a fazer os primeiros desenhos ainda com sete anos de idade. Hoje, com 27 anos, trabalha numa oficina de moto para sobreviver.

Mas nem tudo são espinhos. Mesmo antes da exposição, ele já havia vendido alguns trabalhos, garantindo a ele uma renda extra. “Ainda não é o suficiente para se manter, mas já ajuda na complementação da renda”, diz.

Ele sempre gostou de pintar. A inspiração, conta, vem das pessoas que desenha. Seu sonho é viver da arte, mas por ora, diz, não é possível, já que o material que utiliza é muito caro e não tem como bancar tudo de uma vez. Mas a sua alegria é saber que a sua arte já inspirou outras crianças em Acrelândia.

“Pinto porque gosto”

A idéia de realizar uma exposição artística logo chamou a atenção da professora Neide Mara Lima. Desde 2011 ela realiza trabalhos apenas como hobby e chegou até mesmo a fazer um curso básico de pintura.

A maioria dos seus quadros, pintados em tela com tinta a óleo, retrata a natureza. “Pinto porque gosto, para me distrair, nunca pensei em vender os meus quadros, faço apenas por vontade de pintar”, faz questão de dizer.

Mas a sua arte começa a fazer diferença  na escola em que é coordenadora. A partir de uma oficina dada para alunos do Mais Educação, percebeu que o rendimento deles, bem como o comportamento e o interesse pelos estudos em sala de aula melhorou bastante.

“Já chegamos até a fazer uma exposição, na escola, dos trabalhos feitos pelos alunos. Tinha de tudo um pouco, bonecas em EVA, flores, tecidos e muitos outros materiais que eles puderam apresentar a partir do incentivo dado a partir da participação com as artes”, explicou.

Conta