SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO E ESPORTE DO ACRE 

notícias

da

educação

Secretaria de Educação realiza II Festival Cultural em Acrelândia

fest

A Secretaria de Educação e Esporte (SEE), por meio do Núcleo de Ensino de Acrelândia, realizou no último sábado, 02, o II Festival Cultural, que é na verdade a culminância de diversos projetos educacionais realizados durante o ano nas escolas do município e que teve, como ponto principal, a celebração em torno do dia da Consciência Negra.

Do Festival participaram 7 escolas, sendo 5 da rede estadual de ensino e outras 2 da rede municipal. Foram elas: Marcilio Pontes dos Santos, Santa Lúcia III, Maria de Jesus Ribeiro, Pedro de Castro Meirelles e Jean Pierre Mingans (essas estaduais) e Novo Horizonte e Rita Bocalom (municipais).

A realização do festival contou com diversas apresentações culturais, entre peças, danças, poesias, além de desfiles de beleza negra. De acordo com o coordenador do núcleo, professor Weiga Menezes, o grande objetivo do Festival, que já está em sua segunda edição, é fazer com que as escolas de Acrelândia, sejam estaduais ou municipais, possam interagir.

“Não existe educação do Município e educação do Estado, então realizamos um projeto que envolvesse toda a educação de nossa cidade e chegamos ao festival, que é na verdade, a culminância de vários outros trabalhos que já são desenvolvidos nas escolas e que agora, estamos interagindo e unindo, para levar o melhor à nossa comunidade”, frisou.

A grande vencedora do dia foi a escola rural Jean Pierre Mingans, que tem como gestor o professor Hamilton Holsbach. Para ele, todas as escolas são campeãs em certo sentido porque conseguiram realizar bons trabalhos.

“Esse festival foi o momento que nos oportunizaram para externalizar o que já trabalhamos, pois quando se fala em escola de famílias agrícolas se pensa apenas em manejo de solo, criações e lavouras, mas nós também trabalhamos com arte, com cultura, com situações que temos em nossa sociedade”, fez questão de dizer.

Quem também estava feliz pelo resultado do trabalho apresentado era o gestor da escola Maria Jesus Ribeiro, professor Josineri Ferreira Roque. A escola realizou diversas apresentações com o tema voltado para a Consciência Negra. “A miscigenação do povo brasileiro é grande e precisamos valorizar o próximo, acabar com o racismo que ainda existe”, frisou.

Conta