Primeiros jovens parlamentares acreanos são empossados na Aleac

Publicado em 6 de Abril de 2018

Uma lição de compromisso com os destinos de uma geração de jovens, que pode mudar os rumos da política no Acre e no país, foi demonstrada nesta quinta-feira, 5, com a posse seguida de eleição para a mesa diretora dos primeiros 24 jovens parlamentares acreanos na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac).

Apoiada pelo governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), a iniciativa do Poder Legislativo é pioneira na Amazônia e segue o exemplo do programa Jovem Senador. A resolução que criou o Jovem Parlamentar Acreano (JPA) foi uma proposta do deputado Daniel Zen e torna em deputados-mirins adolescentes de comportamento exemplar em suas escolas que foram eleitos pelos próprios colegas, num universo de 189 candidatos.

Durante a abertura da primeira sessão, na primeira legislatura, o presidente da mesa diretora da Aleac, deputado Ney Amorim, entregou os trabalhos à jovem Kaline Silva, presidente do JPA, para que realizasse as eleições para empossar os deputados e abrir eleições para compor a mesa diretora Mirim da Aleac.

Para o secretário de Educação, Marco Brandão, a criação da bancada Jovem Parlamentar é uma ferramenta de incentivo aos estudantes da rede pública para que eles pensem a política como um instrumento de “transformação da vida deles e de outras pessoas”.

“As pessoas têm os jovens como irreverentes e que não têm compromisso com a política. E aqui, o que está em curso é um processo de certificação, que é a continuidade do programa Jovem Parlamentar por Um Dia, com o diferencial de que poderá influenciar positivamente mais de 60 mil estudantes, já que os jovens parlamentares serão também agentes multiplicadores do aprendizado que terão com vocês, deputados”, ressaltou Brandão.

O presidente da Mesa Diretora da Aleac, Ney Amorim, falou sobre o potencial da juventude na transformação da sociedade.

“Vejo nestes jovens os meus ideais quando tinha também as suas idades. É preciso que as novas gerações assumam a vontade da mudança, que se comprometam com atitudes voltadas para o bem do próximo. Porque um estado e uma nação fortes são feitos com políticos interessados no bem-estar social dos mais pobres. Eles devem voltar suas energias para transformar a sociedade e o mundo em algo melhor”, afirmou Amorim.

Pensamento semelhante tem o autor do pedido de criação do JPA.“Agora somos 48 deputados. E isso poderá impactar na vida das pessoas lá fora. O sentido dessa legislatura é justamente a do aprendizado. Que eles possam participar de processos de simulação e do Legislativo propriamente”, pontuou o deputado Daniel Zen.

Participaram também da audiência o juiz eleitoral Antônio Araújo, representando a presidência do Tribunal Regional Eleitoral, o senador Jorge Viana e o assessor especial da Juventude, Weverton Matias.

O que os novos deputados disseram

Taiane Almeida – estudante do 3º ano do ensino integral na escola Glória Perez:

“O melhor de participar deste projeto é ver que nossa juventude tem sim uma importância para o estado, ao participarmos desses movimentos políticos.  Além de conhecer o que os nossos representantes fazem, aqui aprendemos muito e mostramos que também somos capazes de estar participando dos debates e tomar decisões para o estado junto aos demais deputados”.

Junior Manchineri, 17 anos, aluno do 3º ano do Instituto São José:

“Acredito que o programa vem para incluir o jovem acreano na política, já que hoje nem todos eles se interessam pelo assunto. Temos que trabalhar para incluir os estudantes nesse ambiente político. Como Jovem Parlamentar indígena, posso ser exemplo para que outros jovens indígenas também queiram participar desse projeto. Acredito que este é um dever meu para com todos os outros jovens indígenas do estado”.

Karine Silva, 16 anos, estudante do Colégio Estadual Barão do Rio Branco (CEBRB):

“Como Jovem Parlamentar, pretendo, de alguma forma, poder ajudar a sociedade desenvolvendo projetos que possam oferecer melhorias à população”.



COMENTÁRIOS: